quarta-feira, 12 de março de 2014

Agora sim!!! =D

Então a Mi comeu!!!! Finalmente...

Então, falei com o pediatra e ele disse que estava tudo liberado. Desde que a comida fosse natureba.
Fiz um caldinho de feijão com legumes, e nada. Muita insistência para a mocinha abrir a boca, mas ao menos não dava ânsia. Final de semana, sem maiores avanços.
O pediatra falou que era para ir tentando, mas seu neuras para não causar nela repulsa por comida. Tentar, mas de uma maneira light. Receitou complexo B e complemento de ferro, já que só o leite não forneceria o suficiente para ela.

E eis que na segunda-feira a dona da escola falou com o Marido (que busca a Mi na escola) que fizeram polenta com caldinho de feijão e ela mandou ver. Nada de forçado, ela que abria a boquinha e acabou comendo tudinho. E Na jantinha, mandou mais um prato de sopinha de legumes.

Fiquei MUITO feliz. Era algo que estava me consumindo. A hora das refeições era um momento que dava vontade de fazer prato e talher voar, de tão frustrante que era. Agora foi! Passado... rsrs

No mais, na consulta dele, tudo certinho. A Mi é pequena, na ultima consulta estava 4cm abaixo da média, e 1,4kg abaixo do peso médio. Nessa, ela está com 1,8kg abaixo do peso médio (manteve o mesmo peso do mês passado), mas em compensação, ela cresceu 4cm, ficando somente 2cm abaixo da média. Ele disse que nesse ritmo ela recupera a altura e, facilmente, fica acima da média.
O Dudu sempre foi magrelo e comprido. Tem altura acima da média. Ela era minha preocupação, pois é petitica e magrinha. Essa ‘esticada’ dela me deixou bastante animada. Não me importo que ela esteja ou fique magrinha. Bebe gordinho não é sinônimo de saúde.

Agora é acompanhar os avanços da minha mocinha. Está se apoiando nas mãozinhas quando de bruços, e acredito que até os 10 meses já temos uma pessoinha engatinhando pela casa.... ownnnn...


Beijinhos com sabor de polenta! Um viva à polentaaaaaaaaaaaaaaa \0/

quinta-feira, 6 de março de 2014

E daí, a Mi já come???

Final de semana passado, eu ainda com a saga da alimentação da Mi, tentei dar alguns alimentos mais doces para ela provar, já que ela come bem as frutas.
Cozinhei uma cenoura, amassei parte dela e a outra dei na mão dela para ela ir provando, brincando, amassando ou jogando no chão (uma fofa). Ela fez tudo isso, inclusive deu umas mordidinhas. No entanto, na colher, não rolou muita emoção. Nada feito!

A Sogra estava acompanhando e sugeriu dar feijão. Eu disse que não, que se nem verduras ela tinha começado a comer, eu achava que ainda era cedo demais. Mesmo ela contestando que a Mi ia fazer 9 meses, achei que não era hora.

No domingo tentei batata salsa, e nem pegar na mão ela quis, quem dirá comer na colher. Sei que fiquei irritada, estressada e louca com essa situação, e o pior, que não é algo que eu possa simplesmente largar os bets e não insistir mais. Já fazem mais de 2 meses nessa briga, e nenhum progresso. Não sei como fazem na escola, mas tenho certeza que essa briga é mais minha que de qualquer outra pessoa, ninguém vai ter a mesma paciência e determinação que eu nessa guerra. Então, não posso desistir.

Ontem trabalhei desde cedo, Marido idem. Escolas fechadas e as crianças ficaram com a Sogra. Eis que ela me liga perto do meio dia. “A Milena comeu feijão com arroz. Adorou.” Quase morri.
Fiquei meio assim, pois poxa, eu disse que não ia iniciar com o  feijão, nem sei a opinião do pediatra (ela tem consulta hoje), mas me deu um certo alivio em pensar que alguma coisa foi. Segundo ela, ela abria a boquinha, e comeu algumas colheradas.

Levei uma porção e dei um pouco no jantar. Ela comeu umas 3 colheradas na boa, e mais umas 3 comigo fazendo malabarismos, mas foi o recorde dela. Valeu. 
Agora, é uma pena, uma droga mesmo em ver que a sogra, querida, deu o feijão que ela fez para o almoço, ou seja, temperado e com sal. Ela não entende e nem concorda que crianças não precisam de sal (ou açúcar, ou engrossar leite, ou, ou, ou...). Mas vamos abstrair essa parte e vamos tentar corrigir isso na sequencia.

Mas fiquei feliz em ver uma luz no fim do túnel. Vou cozinhar hoje um feijãozinho pra ela, e ver o que consigo!

E vou ver com o pediatra hoje o que ele orienta! Rezemos...



Beijinhos pensando num feijão fresquinho.... hummmmm

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Alimentação e seus mistérios

Minha menininha já é praticamente uma mocinha.
Já senta, tem 2 dentinhos, já balbucia loucamente (babababa, papapapapa.... (papai acha que é Papai, mas juro que não tem nada a ver!), dança (se movimenta para frente e para traz, como se estivesse dançando um Rock), abre e fecha as mãozinhas quando quer algo ou alguém, rola, se apoia nas mãos querendo engatinhar e engatinha de ré.

Aprendeu recentemente a bater palminhas, e bate até fazendo barulhinho, principalmente quando está feliz (seu status geralmente é esse). Brinco que ela é o Bebe-motivado, de tanto que é alegre e sorridente essa menininha.

No entanto, a moça está dando trabalho para comer. Começou com muito custo a comer as frutinhas. Com uma certa paciência e persistência até vai! Agora a papinha salgada, essa não vai. Estou até ficando preocupada, pois, iniciamos as tentativas no começo de janeiro, e até agora, nada! Ela evita, tenta afastar a colher com as mãos, fecha a boca, e quando conseguimos colocar algo na boca dela, ela tem ânsia e chega até a vomitar.
Não sei mais o que tentar. Papinha mais liquida, mais pastosa, batida no liquidificador, passada na peneira, amassada com garfo, só batata, só cenoura.... NADA.
Alguém aí com alguma dica infalível?

No mais, continua linda e fofa como sempre.

O Dudu ama de paixão a irmã, ela idem. Brincam lindamente, até o irmão se empolgar por vezes e precisar de um adulto intervir com as brincadeiras de moleque, mas é nítido que não há maldade. Ele está cada vez mais rapazinho e cheio de tiradas hilárias.

A mamãe está ótima. Obrigada! Já voltei para a academia, e estou 1kg abaixo do peso de antes de engravidar. Faltam 2kg para meu peso-meta. Mas estou bem tranquila, nem dieta estou fazendo. E continuo amamentando, bem de leve, digamos assim. Dou peito de manhã e a noite, mas as vezes preciso complementar. Tem vezes que parece que não tem nada ali, ela começa a sugar e quando ela tem paciência, o leite desce depois de um tempo. Estou tranquila que quando ela perder o interesse ou secar o leite de vez, estou pronta para o desmame (acredito eu). Ao contrario do Dudu que largou de vez e mordia, ela já procura e mordeu poucas vezes. Estou sem pressa. Vou levando!

A barriga está quase normal. Tem uma leve flacidez, mas nada muito considerável. Estou feliz com meu corpo de mãe de 2. Acredito que mais uns meses de academia me devolvem o meu corpo de antes de ser mãe, e isso sem sombra de duvidas. Os peitos continuam muito parecidos com os de antes dos 2. Talvez um pouco maiores no momento, mas quando estão vazios, estão iguais. Obrigada genética!!!!

Sendo assim, não tenho do que reclamar, exceto pelo fato da alimentação da mocinha. Isso sim, está tenso! 

Assim que eu tiver novidades, volto com as atualizações.

Beijinhos com gosto de papinha, ou não,

Fer